A passagem da Mala-Posta por Vale de Maceira – 1

Posted: 2010/03/28 in História da Mala-Posta

A Partir de 1855 e até cerca de 1864 a “Quinta de Vale de Maceira” foi um dos locais escolhidos pelo estado para servir a mala-posta.

Os proprietários, Auréliano Pedro de Souza e Sá e Francisca Perpétua de Souza e Sá, na altura casados, arrendam parte da quinta ao estado.

A povoação de Vale de Maceira cresceu junto à estação da mala-posta. Neste local paravam os nossos antepassados, os nossos avós, quando iam de Lisboa ao Porto por aí passavam, em venturosa viagem, que se prolongava por três longos dias.

Existem registos de delegações provenientes de Alfeizerão que aqui se deslocavam para receber a Realeza que, em trânsito para norte, parava na estação.

Da antiga estrada Real que aqui passava, resta o troço que, vindo da Quinta da Mota, atravessava a povoação até à estação da mala-posta.

Nesta povoação ainda hoje se encontra o mais concreto testemunho das grandes jornadas de outros tempos, quando a tracção animal era rainha e senhora da estrada.

Aí existia uma “estação” de muda de carruagens da mala-posta que circulavam entre as duas principais cidades do País. Segundo Godofredo Ferreira (A mala-posta em Portugal) “, a 6ª estação de muda era Vale de Maceira onde se efectuava uma nova muda de animais e entrega do correio que se destinava à próxima povoação de São Martinho do Porto”.

Naquela época. a existência de casas que reunissem as condições indispensáveis ou fossem facilmente adaptáveis não existiam em todos os pontos do percurso onde era forçoso mudar de cavalos. Por isso, só uma solução se podia encarar, a de construir edifícios próprios como o do Casal dos Carreiros.

Estação dos Carreiros

Houve, porém algumas casas que originalmente tinham as infra-estruturas necessárias, pelo que, foram simplesmente adaptadas  mantendo a traça inicial. É o caso do conjunto de casas que serviram a mala-posta em Vale de Maceira.

Aspecto actual do pátio interior da estação da Mala-Posta de Vale de Maceira

João Carlos Mota

Anúncios
Comentários
  1. Luis Romao diz:

    a “Estação dos Carreiros” ainda existe na sua totalidade !

    http://2paj.sl.pt

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s